História da comunidade

 

Fachada da igreja em 1993

Fachada da igreja em 1993

A Comunidade Eclesial de Base da Biquinha, hoje Comunidade Sagrado Coração de Jesus, teve este nome por sugestão do Bispo D. Joel Ivo Catapan, que quisera homenagear os padres da Paróquia N. S. da Candelária pertencentes à Congregação Sagrado Coração de Jesus e que, na época comemoravam a passagem do seu centenário.

Pe. Francisco Sehnem, scj, fundador da nossa comunidade.

Pe. Francisco Sehnem, scj, fundador da nossa comunidade.

No dia 27 de Agosto de 1977, foi celebrada pelo Pe. Francisco Sehnem, scj (Pe. Chiquinho), vigário da Igreja N. S. Candelária, a primeira missa na residência do Sr. Valentim Secco e que contou com a presença de aproximadamente 60 pessoas. As missas foram sendo celebradas uma vez por mês no mesmo local. Em 03 de Setembro de 1977, teve lugar a primeira reunião convocada pelo Pe. Walberto, que nesta data e indicado pelo vigário, tomava a frente dos trabalhos, com a incumbência de organizar a comissão que iria tratar da parte litúrgica da comunidade e também da arrecadação de fundos para construção da futura igreja. Essa comissão foi formada pelas seguintes pessoas: Valentim Secco, Antônio Joaquim, Luiz Antonio Secco, Wilson D’Abruzzo, Maria Cristina D’Abruzzo, João Rodrigues, Alfredo Silva, Francisco Paixão, Manoel Evangelista e Benedito Paixão.

D. Joel Ivo Catapan homenageou os padres da congregação e nos deu, como padroeiro, o Sagrado Coração de Jesus.

D. Joel Ivo Catapan homenageou os padres da congregação e nos deu, como padroeiro, o Sagrado Coração de Jesus.

No dia 05 de Agosto de 1978, um ano depois de celebrada a primeira missa com a presença de dezenas de fiéis, tivemos a honra de receber Sua Eminência D. Joel Ivo Catapan que, juntamente com o Pe. Chiquinho, celebrou a santa missa  e ficou bastante impressionado com a presença maciça do povo que lotou totalmente o local. D. Joel aproveitou a oportunidade para conclamar a todos que apoiassem esta grande iniciativa dos leigos e se prontificou a dar todo o apoio para a construção da futura capela, autorizando também a compra do terreno pela comissão. Em setembro de 1978, teve início a procura e pesquisa do local para o terreno e, após várias ofertas, optou-se pelo terreno da rua Vianópolis N.º 61.

presença maciça do povo

presença maciça do povo

À partir de 11 de Novembro de 1978, a missa quinzenal foi transferida para a residência do Sr. Francisco Paixão. Em abril de 1979, a missa passou a ser celebrada na residência do Sr. Wlademir, e depois na casa do Sr. Antônio. Nesta data, assume a liderança da comunidade o Pe. Irmundo Rafael Stein, scj e as missas, então, passaram a ser celebradas no Colégio João Domingues Sampaio.

O sonho toma forma

O sonho toma forma

Em 14 de Junho de 1980, foi recebida a escritura definitiva do terreno. Em julho do mesmo ano, após resolvidos vários problemas com os inquilinos, a comissão, juntamente com o Pe. Irmundo, decidiu que, em vez de derrubar as casas, o melhor seria demolir apenas algumas paredes, ficando assim um salão bem mais amplo para a celebração das missas e outros eventos.

Primeira missa no terreno onde hoje está a igreja.

Primeira missa no terreno onde hoje está a igreja.

Em 02 de Agosto de 1980, finalmente foi celebrada pelo Pe. Irmundo a primeira missa em terreno próprio da futura capela. Houve muita festa. Após o término da missa, as senhoras do Apostolado da Oração serviram bolo e café cuja arrecadação foi revertida para a comunidade. Ainda hoje, o Apostolado da Oração reverte a arrecadação com a venda de bolos para as vocações e para auxiliar nas despesas da comunidade. 

Pedra Fundamental, abençoada e inaugurada num domingo de Páscoa.

Pedra Fundamental, abençoada e inaugurada num domingo de Páscoa.

Em 03 de Abril de 1983, um Domingo de Páscoa, Pe. Irmundo celebrou a missa que inaugurou a Pedra fundamental da nossa comunidade e em 29 de Outubro de 1983 foi inaugurado o salão de festas, que hoje tem o nome de seu construtor. Finalmente, no Natal deste mesmo ano, foi celebrada a primeira missa na nova igreja e a capela anterior passou a ser o Centro Comunitário onde as pastorais usam para suas reuniões e encontros catequéticos.

Várias gerações já sentaram nesses bancos. E a história continua...

Várias gerações já sentaram nesses bancos. E a história continua…

Enfim, após todos esses anos, crianças tornaram-se adultos, adultos envelheceram, novas gerações surgiram, muitos não estão mais entre nós. Porém, temos a grande certeza de que nossa querida comunidade foi construída a partir de um grande sonho com muita luta, dignidade e, sobretudo, com muito amor em benefício da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Maria Ângela D’Abruzzo

Anúncios

10 comentários sobre “História da comunidade

  1. Taís Fernanda de Souza disse:

    Como deixar um comentário a respeito da minha comunidade. É muito emocionante lembrar de todos os momentos vividos com amigos de verdade que Deus colocou em meu caminho. Mudanças na estrutura, de padres e principalmente de fé. Entre dificuldades superamos todas a barreiras q existiram. Muitos passaram por aqui, e deixaram lembranças boas, e com certeza todos nunca se esqueceram que um dia pisaram nesta casa de Deus.

    Chorei, sorri, mas com toda convicção sei q sou muito feliz em estar na Biquinha por tantos anos.

  2. Sergio disse:

    Quem trouxe o carnê foi uma a bnegada parente nossa, membro do Apostolado de Oração. Essa primeira geração do AP era incrível.

  3. maria da penha disse:

    sem comentários, é a história de nossa Comunidade, cheguei um pouco mais tarde, e estou aí há 28 anos

  4. George Augusto disse:

    E este é só o começo de uma história que, se Deus quiser, não terá fim. Muita coisa já aconteceu, muita coisa mudou (é impressionante ver algumas mudanças estruturais da igreja), muita coisa ainda vai mudar. Mas com toda a certeza, com o apoio de todos e a oração do povo, nossa comunidade amada só crescerá. Avante Biquinha!! Avante “Biquencês” Que o Sagrado Coração nos abençoe sempre!!

  5. Audenilde Durães disse:

    Minha mãe foi muito feliz nesta comunidade. Chegou no ano de 1982 a 2010. Ela realmente amava a tudo e a todos sem nenhuma diferença, sentia se felz por poder ajudar, uma ótima vendedora de carnes, mesmo doente continuou a fazer o que tanto gostava, ajudar. Falava da igreja com muito orgulho, amava o SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS como nunca vi igual. Agradeço ao Valdemar e a todos que acolheram a minha mãe. Com tanto carinho. Obrigada a todos.
    Que fez parte da vida da dona BÊ beijos…

    • Tenho certeza absoluta que o Coração que a Dona Bê tanto amou também a amou com muito mais intensidade e, por isso mesmo, a levou para junto de Si. De lá, os dois corações olham por nós, que frequentamos a comunidade, nos protege e nos abençoa, dando forças para continuarmos essa história que ela ajudou a construir. Se ela foi feliz em nossa comunidade, nós também fomos felizes por tê-la conosco.

  6. Paulinho disse:

    Lendo a historia da comunidade, o meu coração bateu forte, pois foi ver a minha vida passando por ali …alegrias, dificuldades e medo em alguns momentos estar ou não fazendo a coisa certa para Deus. Hoje tenho a certeza que tudo que foi feito teve as mãos do Sagrado Coração de Jesus.E é com imensa alegria que eu e a Re um dia poderemos sentar e mostrar para os nosso filhos que seus pais, seus avós e sua biza…fizeram e ainda fazemos uma pequena e simples parte de uma obra grandiosa como é na Comunidade do Sagrado Coração de Jesus.

    • Como disse Madre Teresa de Calcutá: “meu trabalho pode ser só uma gota no oceano, mas sem ele, o oceano ficaria menor”. Acho que é por aí. Pessoas querem fazer grandes obras, mas são as menores obras que nos fazem ser verdadeiramente grandes. O Coração de Jesus, certamente, abençoa cada pequeno gesto que foi dedicado nessa comunidade.

Deixe seu comentário sobre este post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s